• -A
  • +A
  • Favoritos
  • Imprimir
  • E-mail

Metais caem no mês e tendência é de perdas em 2012

Após uma arrancada em setembro, os principais metais não ferrosos despencaram em outubro. Como resultado do sobe e desce dos últimos meses, as altas no acumulado do ano são tímidas para o cobre, o chumbo e o zinco, enquanto o alumínio e níquel estão negativos. De agora até o fim de dezembro, não há expectativas de melhora para nenhuma das principais commodities metálicas, segundo analistas ouvidos pelo Valor.

Há dois meses, as cotações dos metais na bolsa de metais de Londres, a London Metal Exchange (LME), subiram puxadas pelo anúncio do plano de compra de ativos de US$ 40 bilhões nos Estados Unidos, que são um importante consumidor global de metais. A China, principal compradora, com 43% da demanda mundial, também favoreceu as cotações com planos de estímulo à indústria. Passada a euforia, entretanto, os investidores voltaram às vendas cientes de que a recuperação americana é lenta e a economia chinesa está mais para estabilização em um nível de crescimento de 7,5% ao ano do que de aceleração.

A falta de sinais de aumento da demanda chinesa pesou sobre as cotações. Ainda que o país esteja em um processo de eletrificação, com a construção de redes elétricas no interior – o que tende a puxar os preços do cobre, por exemplo -, não é possível esperar demanda robusta por metais no curto prazo, na visão de analistas.

Fonte: Valor Econômico
Sobre a Decafer (www.decafer.com.br): há 26 anos no mercado, a Decafer é uma empresa de decapagem química com sede em São Paulo capital e planta industrial moldada para atender ao setor metalúrgico de todo o país. Guiada por altos padrões de qualidade e tecnologia, a Decafer desenvolveu métodos únicos no Brasil para a decapagem de tubulações e atuação especializada em decapagem de chapas e aço em geral.
  • Voltar